Fundos Imobiliários

Reserva de Emergência, Tesouro Direto ou Fundos Imobiliários?

Reserva de Emergência, Tesouro Direto ou Fundos Imobiliários?
Junte-se a mais de 45.000 pessoas

Entre para a minha lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Muitas pessoas me perguntam onde é o melhor lugar para guardar a reserva de emergência. E a principal dúvida é se vale a pena investir em fundos imobiliários como reserva de emergência.

Essa é uma questão bastante pertinente, afinal, nem todos sabem exatamente qual é o conceito que carrega um fundo imobiliário, ou até mesmo o tesouro direto. Então, para começar, vamos entender melhor o conceito de reserva de emergência.

Pois quando não entendemos muito bem para que serve uma reserva, acabamos buscando o oposto do que deveríamos. Ou seja, buscamos uma coisa, quando na verdade a finalidade é outra.

O que é uma reserva de emergência?

reserva de emergência

Como o próprio nome já diz, a reserva de emergência é um valor que você deve ter disponível para acontecimentos imprevistos. Ou seja, é um valor que deverá ser usado em caso do seu carro quebrar, do seu filho precisar de um remédio, enfim, deve ser usado para uma emergência.

Eu te pergunto: a emergência tem hora para acontecer? Certamente a resposta é não. O imprevisto pode acontecer a qualquer momento, seja em uma noite ou até mesmo em um final de semana qualquer.

Então, se vamos precisar desse dinheiro a qualquer momento, ele precisa estar disponível. Em outras palavras, é preciso que a reserva tenha liquidez – que nada mais é que a possibilidade de sacar o dinheiro a qualquer momento.

Sendo assim, é preciso entender que a liquidez nesse caso se sobrepõe à rentabilidade. Você não deve buscar uma rentabilidade alta para o fundo de emergência, mas sim a possibilidade de usar o dinheiro a qualquer hora.

Falando agora de forma bem clara, o fundo imobiliário não é indicado para uma reserva de emergência. Pois ele é um investimento de renda variável, e se você precisar do dinheiro hoje e tiver que vender os fundos, pode acontecer de vendê-los no prejuízo.

A renda variável deve ser evitada para reserva de emergência

Não só os fundos imobiliários, mas qualquer investimento em renda variável deve ser evitado quando pensamos em reserva de emergência. Vamos imaginar que você colocou R$10 mil em um fundo imobiliário e precise vender suas cotas hoje.

Imagine que no dia de hoje elas estejam valendo R$8 mil. Você irá ter um prejuízo de aproximadamente R$2 mil. Agora imagine que se essas cotas forem vendidas daqui há dois anos irão valer R$15 mil. Reparou que a renda variável é feita para quem não precisa de liquidez?

Pois quando pensamos em investimento de risco temos que entender que haverá sempre o melhor momento para venda, e o melhor momento pode não ser a data de hoje. Por isso, tenha sempre em mente que a reserva de emergência não pode ser colocada em nenhum investimento de renda variável.

E o tesouro direto, é uma boa opção para fazer uma reserva de emergência?

Essa também é outra pergunta que muitas pessoas me fazem. E eu digo: se você está na pista, indo para praia e seu carro quebra, você precisa desembolsar um dinheiro para consertá-lo e é sábado.  Você consegue sacar o seu dinheiro do tesouro direto?

A resposta é não. Então, seguindo o mesmo raciocínio da renda variável, o tesouro direto também não é uma das melhores indicações para se fazer uma reserva de emergência. Claro que ele é melhor que a renda variável para esse caso, mas não ideal.

Afinal, se o imprevisto ocorre durante a semana é possível sacá-lo, mas como estamos falando em emergência – que não possui hora nem lugar para acontecer –, é preciso evitar esse tipo de investimento.

Então, o que devo fazer? Guardar o dinheiro debaixo do colchão?

De todas as opções que citamos acima, o colchão é a mais indicada para uma reserva de emergência. Brincadeiras à parte, todos sabemos que guardar dinheiro em casa não é nada seguro.

Mas isso foi apenas um exemplo para você ver que o importante nesse caso é a liquidez. Ou seja, é a possibilidade de poder contar com o dinheiro a todo e qualquer momento. Por essa razão existem algumas opções como a poupança, ou o CDB de resgate automático.

O NuBank, por exemplo, possui um CDB com rentabilidade de 100% do CDI no qual você pode resgatar o seu dinheiro a qualquer momento. Talvez essa seja a melhor opção para quem esteja querendo fazer uma reserva de emergência.

Caso você não possua uma conta digital no NuBank, é possível também procurar o seu banco e averiguar quanto está rendendo um CDB de resgate automático. É bem possível que essa aplicação seja sempre um pouco melhor que a poupança.

Todavia, em último caso, a poupança é uma opção viável para uma reserva de emergência. Lembre-se: esse é um valor que deve estar disponível para você a qualquer momento. Lembre-se também: nem todo seu dinheiro guardado é reserva de emergência.

Saber diferenciar uma reserva de emergência é essencial

Por isso, saber diferenciar o dinheiro que você não precisará usar tão já de uma reserva de emergência é fundamental para conseguir unir rentabilidade melhor como uma boa liquidez.

O dinheiro que você não precisar usar tão já pode ser investido buscando sempre uma rentabilidade melhor. Para isso também é necessário saber o seu perfil e aversão ao risco. Pois geralmente os fundos mais rentáveis também possuem maiores riscos.

Mas em linhas gerais, o importante é entender que parte do seu dinheiro deve ser aplicado em um fundo que te dê um rápido retorno para caso aconteça um imprevisto. Talvez um valor correspondente a um ou dois salários seus já é suficiente para uma reserva de emergência.

Enfim, esse valor é definido por você. O importante é tê-lo à disposição assim que precisar, por isso não se preocupe com rentabilidade nesse momento, e sim com liquidez. Pois esse deve ser o foco da reserva de emergência.Se você gostou deste artigo sobre reserva de emergência, dá só uma olhadinha neste vídeo que eu fiz para você. Aproveita também e se inscreva no meu canal onde toda semana eu sempre disponibilizo um novo vídeo falando de investimentos. Até o próximo artigo!

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 Replies to “Reserva de Emergência, Tesouro Direto ou Fundos Imobiliários?”

Vinicius Muniz

Excelente conteúdo

RAffaello

Cara vc é foda!! obrigado pelas informações

Rodrigo Colombo

Você que é…TMJ!

Reserva de Emergência, Tesouro Direto ou Fundos Imobiliários? – Poupar e Prosperar

[…] Reserva de Emergência, Tesouro Direto ou Fundos Imobiliários? […]