Como ser Financeiramente Independente?

Eu quero te mandar alguns Ebooks de Graça, deixe o seu Email.

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram
Pinterest

Ser Financeiramente Independente é o plano de muitas pessoas ao redor do mundo, fazer com que o dinheiro guardado consiga manter o seu estilo de vida é o que muita gente busca, mas será que é tão simples de alcançar esse ponto?

Eu vou dizer o que eu fiz pra chegar nisso e como fiz isso em 10 anos.

O ponto crucial para alguém que busca se tornar Financeiramente Independente é saber que precisará trabalhar bastante, não existe um caminho mais fácil ou um atalho que leve até esse momento.

Além de trabalhar, é importante saber que o dinheiro vindo desse trabalho precisará seguir um caminho um pouco incomum, pelo menos para a população brasileira. É importante alocar esse dinheiro em investimentos que te gerem renda, renda essa que será reinvestida até o dia em que você poderá utilizar para viver a sua vida.

É isso que chamamos de renda passiva, uma renda que cai na sua conta independente do que você está fazendo.

Sabe aquela galera do Instagram que posta foto em Dubai e diz assim, arrasta pra cima que eu te ensino?

Essas fotos são bem comuns em perfis de jovens ricos que viajam o mundo por ai.

Vai dizer que nunca viu uma dessa?

man and woman holding hands while in desert

A grande verdade é que eles vendem uma facilidade que não existe, é possível que todo mundo alcance a independência, mas não é rápido e nem fácil.

A independência financeira vem através de trabalho e bons investimentos.

Eu não estou dizendo que estes jovens acima são mentirosos, apenas que vendem uma facilidade impossível para a grande maioria da população.

Agora vamos ao que importa, o que eu fiz para alcançar a minha independência financeira?

Os detalhes da minha busca pela independência financeira

Eu, diante dos meus 18 anos lá em 2009 já tinha em mente que queria ser rico, queria ter uma independência financeira e que faria de tudo para alcançar isso, é claro que quando eu digo tudo eu quero dizer trabalhar com o que for preciso pra chegar nisso.

Eu não tenho pais ricos, estudava em boas escolas mas nunca ganhei nada além do comum para um adolescente.

Comecei trabalhar nos meus 18 anos e já ganhava um troco legal, comecei a trabalhar com internet e criação de sites.

Conseguia vender um ou outro todo mês para que empresas que estavam procurando iniciar na internet, fazia todo mês algo em torno de R$1000 com essa brincadeira.

É importante lembrar o que falei ali em cima, não adianta ganhar o dinheiro e colocar debaixo do colchão. É preciso fazer esse dinheiro trabalhar.

Na época eu conheci os fundos imobiliários, e já nesse mesmo período comecei aportar praticamente tudo o que ganhava.

Eu ainda morava com os meus pais, então todo o custo que tinha era baixo.

Trabalhava aos finais de semana e nas madrugadas para entregar os sites, quando dinheiro caia na conta ele já tinha direção exata. (Além de gastar um trocados com TIBIA, porque também ninguém é de ferro.)

Até aqui temos uma pessoa comum, trabalhando e investindo o seu dinheiro.

Esse era o resumo da minha vida, eu trabalhava e investia, trabalhava e investia.

Gastava muito pouco, ganhava cada vez mais e investia cada vez mais, depois que você entende que a sua riqueza não depende de ninguém além de você, fica mais fácil buscar o alvo.

O que eu comprava na bolsa de valores?

Eu não tinha tanto tempo e não estudava muito, naturalmente não sabia muito o que comprar. Comecei pelos FIIs após conhecê-los em um shopping em São Paulo e pronto, só fazia isso.

Naquela época não existiam casa de análise para auxiliar no que comprar e também não existia Youtube para conseguir aprender sobre o tema, era na raça e nas revistas. (Aproveita e se inscreve no meu canal do Youtube clicando aqui)

Todos os meses os fundos imobiliários me entregavam dividendos, que é a parte do aluguel referente ao meu investimento.

Falando rapidamente sobre eles, Fundos Imobiliários são investimentos imobiliários através da bolsa de valores. Você compra um pedaço de um imóvel e recebe aluguel referente à sua % no imóvel.

Agora imagina, com R$1000,00 investidos eu tirava algo em torno de R$6,00 de aluguel todos os meses.

Depois de 12 meses, eu tinha R$12000,00 e já tirava R$72,00 por mês.

Em pouco tempo eu tinha R$20000,00 e os aluguéis que entravam todos os meses viravam compra também, isso estava gerando uma avalanche gigante de dinheiro caindo na conta todos os meses.

Mesmo que eu não conseguisse investir mais, o meu próprio dinheiro fazia isso por mim.

Mas Como ser Financeiramente Independente assim?

E a independência financeira é isso, fazer isso até que esse valor recebido mensalmente ultrapasse o seu custo de vida e te mantenha vivo sem precisar fazer aquilo que não gosta.

Em alguns meses eu tinha R$30mil, depois R$50mil, depois R$100mil e depois R$1 milhão.

Com R$100mil eu já tirava todos os meses algo em torno de R$900,00. Esse valor se juntava ao valor que eu investia do meu trabalho e para o mês que vem eu receberia ainda mais.

Com R$1milhão eu já recebia R$9000,00 todos os meses caindo na conta, para a grande maioria dos brasileiros isso já é algo fora do comum.

salário médio brasileiro

E sem segredinhos, apenas investindo e trabalhando.

É claro que para ser Financeiramente Independente…

Eu trabalhei acima da média do brasileiro também.

Enquanto o salário médio é de R$1149,00, eu fazia R$20mil por mês e quase tudo virava investimento, eu fui criando negócios e dando meu jeito para fazer o máximo de dinheiro possível.

Lembra o que falei acima? Quando você entende que não depende de ninguém e somente de você, você continua no processo.

Eu tinha um tio que sempre me falava assim, se a grande maioria das pessoas trabalha 8 horas por dia para ganhar R$1mil por mês e você quer ganhar R$2mil, porque não trabalhar 16 horas?

Se você quer estar acima da média, precisa fazer acima da média!

Os anos passaram e o processo continua ainda o mesmo, investindo todos os meses sem parar.

O objetivo não é mais ser Financeiramente Independente, mas se tornou normal.

A diferença é que hoje eu invisto quase tudo o que recebo dos aluguéis, isso porque o que eu recebo é muito maior do que o meu custo de vida e da minha família.

Depois de quase 15 anos investindo da mesma forma, eu tenho hoje R$20 milhões em ativos na bolsa de valores, seguindo exatamente o mesmo processo.

Esse valor me deu no último mês algo em torno de R$141 mil.

141 mil reais

A minha carteira de investimentos hoje

Durante todo o processo eu me especializei, me formei em economia e me tornei investidor profissional.

Hoje a minha carteira tem bem mais do que somente fundos imobiliários, mas eles continuam sendo 50% dela.

Tenho hoje ações, fundos e renda fixa. Cada tipo de ativo com seu objetivo alvo.

Continuo tendo negócios atualmente, além de ser pessoa pública e professor de investimentos e fundos imobiliários.

O dinheiro de todos os meus negócios continuam indo para o mesmo local e irão até que meus dias nessa terra se encerrem.

Tudo que eu fiz foi para que a minha família tivesse a segurança e a liberdade que tem, qualquer um de vocês consegue seguir os mesmos caminhos que eu, não foram caminhos fáceis mas pelo motivo certo vale a pena.

Não é apenas ter dinheiro, é ter liberdade e segurança para a pessoas que nós amamos e foi por eles que eu fiz e faço tudo isso.

Mesmo que o povo brasileiro não saiba, é possível que qualquer um enriqueça com a bolsa de valores, basta não ter pressa e entender minimamente como as coisas funcionam por ali.

Não é preciso comprar e vender como a grande maioria imagina, basta comprar bons investimentos e pronto, esperar o tempo passar e continuar comprando.

Caso tenha ficado ainda alguma dúvida, me procure no meu Instagram e me pergunte o que quiser, meus instagram é esse aqui: @orodrigocolombo

A gente se vê em um outro post, até mais.

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram
Pinterest

Últimos artigos

Artigos Passados

Que tal dar um gás no seu Aprendizado?

Faça algum dos nossos cursos e aprenda mais rápido e melhor!