Diferença entre renda fixa e variável?

Eu quero te mandar alguns Ebooks de Graça, deixe o seu Email.

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram
Pinterest

Primeiramente, para entender toda a base dos investimentos é fundamental saber a diferença entre renda fixa e renda variável.

Em especial, saber essa diferença é essencial para que os investidores iniciantes possam fazer a montagem de sua carteira de investimentos, de modo a deixá-la estruturada.

Se você quer saber mais sobre a montagem de uma carteira de investimentos, clique aqui.

A fim de explicar as diferenças entre estes conceitos, vamos discutir alguns pontos relevantes.

Qual a diferença entre renda fixa e renda variável?

Em primeiro lugar, por mais bobo que isso possa parecer, a diferença entre a renda fixa e renda variável está basicamente na forma como os investimentos rendem!

Como funciona a renda fixa?

O investimento em renda fixa tem como característica o fato de não apresentar oscilações e pagar somente os juros referentes aquela aplicação.

Como resultado de não ter oscilações, os investimentos de renda fixa apresentam um risco muito baixo. Por consequência, a rentabilidade da renda fixa tende a ser bastante reduzida.

A renda fixa sempre terá uma rentabilidade fixa atrelada a algum tipo de índice ou indexador econômico como:

  • Taxa Selic;
  • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, ou IPCA;
  • Certificados de depósitos interbancários, ou CDI.

A fim de entender esta questão, vamos usar uma calculadora de juros compostos.

Só para exemplificar, vamos supor que você investiu R$ 1.000,oo e fiz aportes mensais de R$ 100,00 durante 10 anos a uma taxa de rentabilidade anual igual a Taxa Selic atual em julho de 2020 (2,25 % ao ano) (Figura 1).

Rentabilidade calculadora de juros compostos
Figura 1: Calculadora de Juros Compostos.
Fonte: calculadorarica.com.br/juros-compostos/

Como funciona a renda variável?

A renda variável, como o próprio nome sugere, oscila tanto para cima quanto para baixo. Ou seja, a renda variável está sujeita a chamada volatilidade de mercado.

Os principais ativos de renda variável (fundos imobiliários e ações) pagam divisão de lucro e permitem ganho de patrimônio, principalmente no longo prazo.

Por exemplo, supondo que há 5 anos atrás você comprou uma ação da WEG na bolsa de valores e pagou cerca de R$ 15,00.  Vamos supor ainda que na época a WEG pagava R$ 0,25 por ação.

Atualmente, no dia 07 de julho de 2020, a ação da WEG está cotada em aproximadamente R$ 53,00, ou seja, você teve um ganho de patrimônio de 257 % (Figura 2).

gráfico WEGE3
Figura 2: Cotação da WEGE3 nos últimos 5 anos.
Fonte: Google Finance (2020).

Além disso, a empresa distribuiu dividendos crescentes nos últimos 5 anos. Por isso, você teria um maior recebimento desta divisão de lucro com os acionistas.

Analogamente, podemos pensar sobre os valores de aluguéis de imóveis dos fundos imobiliários que costumam ser crescentes ao longo do tempo, o que aumenta a distribuição de proventos.

Ou seja, quanto mais as empresas lucram, mais você vai ganhar no longo prazo!

Quais os riscos da renda variável?

Assim como a renda variável apresenta chance de oscilar para cima, existe a mesma tendência de oscilações para baixo devido a volatilidade de mercado que foi comentada anteriormente.

Sendo assim, o que vai definir o seu sucesso em investir em renda variável é o estudo dos fundos imobiliários e ações e a escolha de empresas mais sólidas e consistentes com grande potencial de crescimento no longo prazo.

Em outras palavras, invista em empresas que conseguem te deixar seguro e que você consiga compreender o rumo em que as coisas estão caminhando.

Nesse sentido, o mesmo raciocínio é válido na seleção dos fundos imobiliários que você deseja investir. Saiba analisar as gestoras e os ativos de um fundo imobiliário para evitar problemas futuros.

Quais as chances de enriquecer com renda variável?

As chances de enriquecer com renda variável são boas, desde que você seja disciplinado o suficiente para aumentar progressivamente seus aportes e, acima de tudo, saiba escolher as empresas e fundos em que irá investir seu dinheiro!

Assim, posso dizer que todo investidor de longo prazo dificilmente vai investir seu capital em empresas que funcionam simplesmente por especulações.

É fundamental compreender que o processo de enriquecimento no longo prazo envolve paciência e constância, pois ninguém enriquece da noite para o dia sem trabalhar intensamente.

Desse modo, não caia na tentação de investir em FIIs e ações que você não conhece e que não tem qualquer tipo de perspectiva futura.

Através deste raciocínio, fica claro que o êxito nos investimentos em renda variável envolvem parâmetros muito mais complexos do que os aspectos que envolvem a renda fixa.

Esta é certamente uma das diferenças entre renda fixa e renda variável, o grau de conhecimento exigido na escolha dos ativos financeiros.

Grau de exposição de carteira de investimentos a renda fixa e renda variável

Outra dúvida recorrente no que diz respeito a diferença entre renda fixa e renda variável é o grau de exposição que o investidor deve ter em relação a cada um dos ativos.

Então, falarei um pouco da minha opinião sobre o assunto:

De um modo geral, o primeiro passo para montar uma carteira de investimentos saudável é montar sua reserva de emergência guardando dinheiro suficiente para cobrir suas despesas essenciais de 6 a 12 meses.

Certamente, a reserva de emergência deve estar em algum ativo de renda fixa como: poupança, tesouro selic, contas remuneradas de bancos digitais ou CDBs com liquidez diária.

Então, todo investidor deve ter um percentual de sua carteira de investimentos em renda variável!

Posteriormente, a montagem de uma reserva de emergência, o investidor pode começar a se expor lenta e progressivamente a renda variável.

Não existe um percentual fixo de exposição: por exemplo têm investidores que estão expostos em 80 % em renda variável, outros se sentem confortáveis com somente 50 % de exposição de patrimônio.

Isso vai da estratégia e da racionalidade de cada investidor!

Espero ter conseguido esclarecer a diferença entre a renda fixa e variável com este artigo!

Qualquer dúvida, é só escrever abaixo!

 

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram
Pinterest

Últimos artigos

Artigos Passados

Que tal dar um gás no seu Aprendizado?

Faça algum dos nossos cursos e aprenda mais rápido e melhor!